Simples Estratégia Trade Esportivo em 5 Passos

Estratégia Trade Esportivo

Eu e você sabemos que não é fácil encontrar a estratégia de trade esportivo que vá resolver todos nossos problemas.

Milagres não existem.

Mas eu trago pra você logo abaixo um ótimo texto do amigo Fabio A. onde ele mostra como está fazendo hoje em dia pra crescer sua banca devagar e sempre e com consistência — e o principal — com lógica.

Espero que você aprenda bastante com esta resenha.

Vamos lá.

5 Passos & Uma Nova Estratégia 
Para Suas Apostas Por Fábio A.


Seguinte, depois de quebrar umas cinco bancas, criei um método (ou meu subconsciente viu por aí e não lembro) que, a princípio, vem dando certo. Como tu sempre trazes exemplos bacanas, resolvi dividir contigo.

PRIMEIRO PASSO 

Esquecer o dinheiro. (parece meio besta, mas é a única forma em que encontrei pra não me sentir um imbecil e ficar "só mais um pouquinho" para ter uma graninha a mais... E TOMAR UM TUFO).

Como funciona: Luto sempre por 1% da stake (tu só pode tá loco, deve ta pensando), mas é isso mesmo: 1% da stake. Fechou, levou.

Geralmente leva uns segundos, no máximo um minuto, no under (não precisa ser no limite) no final do jogo. Um tiro de meta, uma lesão, entrando no momento certo, já da uns 2%.

Deu 1%, coloca estrela verde na agenda e bora toma um latão. Com isso, meu cérebro entende que ganhar uma "estrela verde" é positivo. O fato de ser apenas alguns centavos, não me torna um idiota completo, entende? Hoje, o 1% é centavos.. amanhã... não será mais....


A questão é que neste método já estou a mais de 50 entradas sem REDs (faço umas quatro, cinco por dia). Priorizando basicamente análise real de jogo, sem a prévia completa (uma zoiada no site do Resultados .com e só).

Por exemplo, ontem, no jogo do Hornetts (isso dá certo até no basquete, que não manjo muito), o mesmo estava perdendo quase por 10 pontos de diferença, faltando um minuto. E não tava jogando nada.

Entrei. Levei 3%. Risco zero. Estrela Verde.

Para mim, ao menos, essa "técnica" serviu para valorizar o 1% e a importância dos juros compostos que, como já diria o Einsten, é o segredo do Universo.

SEGUNDO PASSO

NUNCA MAIS APOSTAR. NUNCA. Só entro tendo a certeza que preciso. E há grande tendência de fazer de 1% a 3% e, em seguida, fecho. Podia dar mais? Azar. Fecho. Se for pra apostar, brinco na Bet365.

Talvez, com o tempo, tenha experiência para, de forma tranquila, administrar com segurança lucros maiores. Hoje, ainda não.

Na Betfair, é trabalho.

TERCEIRO PASSO

Justificar, na agenda, caso venha o green, três pontos que me fizeram ter essa entrada; caso negativo, elencar 10 pontos que me fizeram engolir a chumbada. Quando o cara toma no rabo, da vontade de não fazer, mas, acredite, funciona afu. Tanto que até o momento só tive um red. (óbvio que mais virão, a questão é entender que é normal e faz parte do negócio).

QUARTO PASSO

Deixar o latão sempre pra depois do trading. Ao menos eu, sempre acredito na pureza da resposta das crianças, em político honesto e que aquele golzinho MEDONHO vai sair. Quebrei duas bancas assim. Polar só depois da estrela verde.

QUINTO PASSO

Entender que só vou poder viver de trading quando esse 1% passar a valer muito. Esquecer os lucros de 30,40% por jogo. Eu, pelo menos, não consigo manter essa média de acertos que se mantenha no longo prazo.

Agora, os 1% to conseguindo. Com certa facilidade até.

E, no longo (ainda pequeno) prazo, tá se mostrando muito mais rentável que as estratégias antigas -- ainda que esteja na fase de esquecer o dinheiro.

.
.

Simples e direto ao ponto.

Agora cabe você adaptar ao seu tipo de trading e ver se pode copiar o mesmo processo pra ter mais greens com consistência.

Um forte abraço,
PJ Pires

.
.

foto 2 por Bruno Nascimento on Unsplash

.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Real Time Web Analytics